Skydive Europe

Ir para o conteúdo

Menu principal:



A QUEDA LIVRE foi criada em 1998, por Mário Pardo o mais conceituado Skydiver e Base Jumper português. A QUEDA LIVRE é uma organização que se dedica essencialmente a atividades relacionadas com o ar, com especial enfoque na área do páraquedismo. Desde então desenvolve a sua atividade, com particular incidência na vertente de Escola, tendo até à data formado já centenas de alunos. Todos os instrutores são qualificados e certificados nas atividades que desempenham, bem como todos os equipamentos da escola cumprem os regulamento, sendo periodicamente inspecionados e autenticados. A QUEDA LIVRE é a escola mais procurada em Portugal, por todos os que desejam voar mais alto e ter asas próprias!

Em 2010, com o apoio do Turismo de Portugal, Mário Pardo sentiu a necessidade de desenvolver uma abordagem global e de criar uma maior proximidade com os clientes europeus, nasceu assim o SKYDIVE EUROPE, o nome do Centro Internacional de Paraquedismo, a 21 de Maio de 2011. É um espaço único, que o acolherá numa magia contagiante. Diferente de tudo o que já experimentou, um local repleto de alegria e vida, cheio de entusiasmo. Atualmente, o SKYDIVE EUROPE opera em duas aliciantes DropZones, uma em Évora e a segunda em Espinho. No mundo do Skydive Europe irá encontrar uma equipa de excelência, que terá o prazer de o receber de braços abertos e proporcionar-lhe momentos realmente inesquecíveis. São profissionais certificados pela FPPQ (Federação Portuguesa de Paraquedismo) bem como pela USPA (United States Parachute Association), e outros orgãos institucionais. São sempre respeitados a um alto nível as certificações e regulamentos do material da escola, inspecionado e autenticado regularmente.



Dream Team

Mário Pardo - Altitude Seeker & CEO
Mário André - DZ Manager & Instructor
Rita Gonçalves Pereira - Management Assistent
Ricardo Bartolomeu - Instructor & Camera Flyer
André Di Gregorio Paiva - Instructor & Camera Flyer
Diogo Candeias - Instructor & Camera Flyer
João Grade - Instructor
Gonçalo Marques - Rigging & Equipment Care
Marlon  Espada - Packer
Fernando Luís Pereira - Reception & Manifest
Gonçalo Varela - Manifest
Margarida Leal dos Santos - Editor
Sara Anastácio - Images & DZ Assistant
Testemunhos

FAQs
Perguntas Frequentes


SALTOS TANDEM


Quais as condições inerentes ao salto tandem?


R: Todos podem fazer um salto tandem desde que estejam de boa saúde e não tenham mais de 100kg. Os menores de 18 anos necessitam de uma autorização dos pais ou responsáveis legais.


É necessário fazer algum exame médico?


R: Para fazer um salto tandem não é necessário nenhum exame médico desportivo. No entanto, deve-nos ser comunicada a existência de qualquer anomalia física ou psicológica.


Sou portador de deficiência física, posso saltar?


R: Sim, basta que esse facto nos seja comunicado a fim de podermos tomar as providências necessárias.


Que roupa devo usar para saltar?

R: A roupa e calçado devem ser confortáveis. Nas estações de mais frio é conveniente que esteja devidamente agasalhado e um bom par de luvas é fundamental.

E se o tempo estiver mau?

R: Os saltos apenas são realizados caso se verifiquem as condições meteorológicas adequadas. Antes de se deslocar para a zona de paraquedismo é recomendado que a pessoa nos contacte a fim de confirmar a possibilidade de realização do salto. Se a realização do mesmo for inviável, pode ser agendada uma data alternativa.


GERAIS


E se o pára-quedas não abrir?


R: Esta é sem dúvida A pergunta quando se fala em paraquedismo.
Os paraquedas são concebidos de acordo com os mais elevados parâmetros de rigor tecnológico e qualidade. Os saltos são efectuados com dois pára-quedas, um principal e outro de reserva. A verdade é que a hipótese de acidente é extremamente remota e a sua ocorrência dever-se-á a falhas humanas resultantes de um incumprimento das normas de segurança.
Os pára-quedas são feitos de forma a nunca falharem a abertura, a não ser que sejam incorrectamente dobrados. Em todo o caso, os pára-quedas possuem um sistema de segurança automático que acciona o pára-quedas de reserva, em caso de emergência, sendo impossível a chegada ao solo sem a abertura de um deles.


O paraquedismo é mais perigoso que outros desportos?


R: Não. O paraquedismo só se torna perigoso quando o praticante negligência as regras de segurança. Se o pára-quedas principal não abrir ou abrir mal foi porque o praticante não o dobrou ou abriu de forma correcta. Em todo o caso, a segurança é mantida através do pára-quedas de reserva.


Qualquer pessoa pode praticar paraquedismo?


R: A partir dos 16 anos qualquer pessoa, em condições normais de saúde, pode praticar paraquedismo sendo que antes dos 18 anos, é necessária uma autorização dos pais ou responsáveis legais.


É necessário fazer um seguro?

R: É obrigatório que todos os praticantes de paraquedismo tenham um seguro desportivo de acidentes pessoais. No caso do Tandem é necessário que o instrutor tenha um seguro de responsabilidade civil e uma licença de paraquedismo desportivo.


As aterragens são muito violentas?

R: Não. Os equipamentos são desenvolvidos de modo a permitir segurança em todos os aspectos. Uma aterragem menos suave, será sinónimo de incumprimento das instruções e normas transmitidas pelo instrutor.


Depois do curso quero continuar a praticar paraquedismo. Tenho de comprar o meu próprio pára-quedas?


R: Não. Pode sempre alugar todo o equipamento necessário para poder saltar.

AÉRODROMO           
PRECISAS DE AJUDA?




CONTACTOS
Morada Escritório: Rua Silva Tavares, 3-B  1750-287 Lisboa  |  telf: +351 210 190 952 / tlm. +351 939 900 009  email: jump@skydiveeurope.com
Morada Base Operacional: Aeródromo de Évora, Estrada de Viana - Hangar 2, 7000 Évora |  Coordenadas GPS: Latitude N 38º 53' 14'' Longitude W 07º 88' 80'


Voltar para o conteúdo | Voltar para o Menu principal